37
Products
reviewed
7565
Products
in account

Recent reviews by NeoInNervous

< 1  2  3  4 >
Showing 1-10 of 37 entries
29 people found this review helpful
18 people found this review funny
431.2 hrs on record
Jogo do demônio!!! Essa frase já resume bem esse jogo!

O jogo em si é bom, visual bacana, tem boa jogabilidade e enorme diversidade de Deuses, mas é totalmente desbalanceado!
90% das vezes você jogará contra times que jogam certinho e no seu estarão vários iniciantes que não sabem nem o que está acontecendo ou sem contar os trolls e jogadores tóxicos que desconectam no meio da partida, isso é muito frequente.

Por isso, não perca seu tempo jogando, pois os ataques de Rage são constantes!
Sua saúde agradece!
Posted June 28, 2019. Last edited June 25.
Was this review helpful? Yes No Funny Award
130 people found this review helpful
6 people found this review funny
165.6 hrs on record (156.8 hrs at review time)
Early Access Review
É impossível não comparar Paladins com Overwatch.
Os modos de jogo são parecidos e muitos personagens são praticamente idênticos.

Mas para quem não sabe, Paladins teve seu desenvolvimento iniciado antes de Overwatch, a ideia nasceu em 2012, como um jogo PVP baseado no "Global Agenda", jogo lançado pela Hi-Rez em 2010.
Somente durante o desenvolvimento a Blizzard anunciou Overwatch e então a Hi-Rez até tentou mudar o direcionamento do jogo, mas o feedback não foi muito bom e como muita coisa já estava pronta, resolveram continuar com o Paladins.

Mas deixando essas comparações de lado, vamos falar sobre o que Paladins nos oferece.

Não há uma história bem definida no jogo, apenas uma desculpa para os heróis lutarem entre si.

Visualmente o jogo é muito bonito, nada excepcional, mas agrada aos olhos, principalmente durante as batalhas.

A trilha sonora é boa, mas se torna um pouco repetitiva e ainda existem bugs de áudio em alguns momentos, como áudios de habilidades se repetindo por toda a partida, por exemplo.

A jogabilidade responde bem, exigindo bons reflexos e conhecimento dos mapas, pois em alguns mapas você pode ficar preso em elementos do cenário ou ser emboscado pelo time inimigo.

Atualmente existem 2 modos de jogo:

- Cerco: O objetivo é dominar um ponto e escoltar o payload até o ponto final do mapa em um determinado tempo, enquanto a outra equipe tenta evitar isso. Cada objetivo concluído vale 1 ponto e quem fizer 4 pontos primeiro ganha a partida.

- Escolta: Aqui, o objetivo é escoltar o payload desde o início, até o ponto final em mapas maiores. São 2 rounds, 1 defendendo e outro atacando. Quem conseguir levar o payload mais rápido ou em menos tempo ganha.


No modo Cerco, é possível jogar partidas casuais ou competitivas, onde existe um ranking geral e diferentes níveis os heróis.

No competitivo, as partidas geralmente são mais sérias e as chances de cair em uma partida desbalanceada são um pouco menores, mas ainda assim o balanceamento do jogo ainda não é o seu ponto forte.
Nas partidas casuais chega a ser desanimador depois de um tempo, caso você jogue sozinho em times aleatórios, pois muita gente entra nas partidas apenas para bagunçar com o jogo.
A Hi-Rez deveria pensar em punições mais severas para esse tipo de jogadores, para evitar que a comunidade se torne ainda mais tóxica.

O grande diferencial do jogo está em seu sistema de cards, onde é possível melhorar o Herói de acordo com as cartas que você seleciona no arsenal.
Cada arsenal é formado por 5 cards e cada card pode ser melhorado até o nível 4, sendo que você tem a disposição apenas 12 pontos para distribuir entre os 5 cards selecionados em um mesmo arsenal.
A criação de um bom arsenal, pode te garantir aquela vantagem que define a vitória na partida, como diminuição de cooldown de uma habilidade, aumento de vida, número de balas, etc.
Por isso, é importante avaliar bem as opções disponíveis para cada herói.

Outro diferencial, é a possibilidade de compra de itens no início de cada partida que podem melhorar algumas características do seu personagem, como velocidade de carregamento da arma, aumento de dano, aumento de defesa, etc. O que adiciona opções estratégicas à partida, pois é possível melhorar esses itens durante a partida e de acordo com a forma que a equipe inimiga joga.

E pra fechar, você começa as partidas em cima de um CAVALO, para agilizar a sua viagem até o objetivo! Quer algo melhor que isso? :P

Ao contrário de muitos jogos free-to-play que temos por aí, Paladins não é um jogo Pay-to-win, você gasta dinheiro apenas em itens cosméticos e ainda tem algumas opções de conseguir os itens jogando e as atualizações do jogo com novos conteúdos são frequentes.

Conclusão:
Paladins é um jogo divertido, com jogabilidade rápida, boa trilha sonora, belos visuais e competente naquilo em que se propõe.
A comunidade do jogo não é das melhores e como a maioria dos jogos multiplayers gratuitos atualmente, você jogará muitas partidas desbalanceadas e perderá bastante por causa disso.
O jogo não chega no nível de acabamento de um Overwatch, mas se você considerar que é um jogo de GRAÇA, não há porque pelo menos não o testar uma vez. :D


Confira o vídeo da minha análise e gameplay do jogo:
https://youtu.be/3zMx5XDmY8o

E abaixo, mais um vídeo falando um pouco sobre o sistema de cards do jogo:
https://youtu.be/nEg1zVjvon4

-----------------------------------------------------------------

ENGLISH VERSION (Sorry about my bad English):

It's impossible to not compare Paladins with Overwatch.
Game modes are similar and many characters are almost identical.

But for those who don't know, Paladins had it's development started before Overwatch, the idea was born in 2012 as a PVP game based on the "Global Agenda", game released by Hi-Rez in 2010.

Now let's talk about what Paladins offers to us.

There's no history, just an excuse for the heroes to fight each other.

Visually the game is very beautiful, nothing exceptional, but pleasing to the eye, especially during battles.

The soundtrack is good, but it gets a bit repetitive and there are some audio bugs at times.

The gameplay responds well, requiring good reflexes and map knowledge.

Currently there are 2 game modes:

- Siege: The goal is to dominate a point and escort the payload to the end point of the map at a given time, while the other team tries to avoid it. Each completed goal worth 1 point and whoever scores 4 points first wins the match.

- Escort: Here, the goal is to escort the payload from the beginning, to the end point on larger maps. There are 2 rounds, 1 defending and another attacking. Whoever gets the payload further or in less time wins.


In Siege mode, it's possible to play casual or competitive matches, where there is a general ranking and different levels of heroes.

In the competition, matches are usually more serious and the chances of get into an unbalanced match are a bit smaller, but the balance of the game is not yet your strong point.
In casual matches it can be disheartening after a while if you play alone on random teams, because many people enter the matches just to mess with the game.

The big difference of the game is in your card system, where it's possible to improve the Hero according to the cards that you select in the arsenal.
Each arsenal consists of 5 cards and each card can be upgraded to level 4 and you have only 12 points to distribute among the 5 cards selected in the same arsenal.
Creating a good arsenal can guarantee you that advantage that defines a victory in the game, such as decreasing the cooldown of a skill, increasing life, number of bullets, and so on.

Another differential is the possibility of buying items at the beginning of each match that can improve some of your character's characteristics, such as weapon's reload speed, damage increase, defense increase, etc. This adds strategic options to the match, becaouse it's possible to improve these items during the match and according to the way the enemy team plays.

And to finish, you start the matches on top of a HORSE, to expedite your journey to the objective! Want something better than that? :P

Unlike many free-to-play games that we have out there, Paladins is not a Pay-to-Win game, you spend money only on cosmetic items and the game's updates with new content are frequent.

Conclusion:
Paladins is a fun game with fast gameplay, good soundtrack, beautiful visuals and competent in what it propose.
The game community is not the best and like most free multiplayer games currently, you will play many unbalanced matches and you will lose a lot because of that.
The game doesn't reach the finishing level of an Overwatch, but if you consider that this is a FREE game, there is no reason to at least test it once. :D
Posted January 24, 2017. Last edited January 24, 2017.
Was this review helpful? Yes No Funny Award
41 people found this review helpful
2 people found this review funny
329.8 hrs on record (182.9 hrs at review time)
Dirty Bomb é um FPS Free-To-Play que até o momento que fiz esse review, ainda não virou Pay-To-Win (Nunca se sabe do futuro né? rs).

A distribuidora do jogo é a Nexon, que é a mesma responsável por Warface lá fora e pelo novo FPS baseado em Ghost In The Shell.
Warface aqui no Brasil é puro pay-to-win hoje em dia, mas no início era um ótimo jogo, por isso o pé atrás nesse quesito.

O jogo está em BETA aberto desde junho de 2015 e ainda não temos previsão para a versão final.

Não há uma história muito elaborada, apenas o suficiente para te colocar na partida pronto para atirar.

Falando sobre o jogo, é um FPS de movimentação bem rápida e o seu diferencial são os mercenários e suas habilidades específicas.
Cada mercenário possui de 2 ou 3 habilidades exclusivas e você deve utilizá-las para ajudar o seu time.

Durante as partidas, é possível alternar entre um esquadrão com 3 mercenários previamente selecionados.
O foco é o trabalho em equipe, dificilmente você vai conseguir enfrentar muitos inimigos sozinhos, por isso é importante selecionar bem seu esquadrão e o mercenário que vai utilizar.

As armas são definidas pelo sistema de cards do jogo, ou seja, cada mercenário só pode usar alguns tipos de armas, de acordo com os cards que você vai ganhando ou comprando para ele.
Esses cards também podem dar até 3 melhorias para o seu mercenário, como maior velocidade de recarga, aumento do tempo de habilidade, etc.
Existem alguns tipos de raridades de cards, são eles: Padrão, Chumbo, Ferro, Bronze, Prata, Ouro e Cobalto, além dos cards de eventos especiais.

Quanto maior a raridade do card, maior a chance de uma combinação de melhorias melhor, mas a partir dos cards de Bronze, você já está bem equipado.


Atualmente temos 3 modos de jogo:

- Objetivo: Este é o modo principal do jogo, onde uma equipe ataca fazendo os objetivos principais e secundários do jogo, que vão desde reparar um EV a ativar bombas e rampas, enquanto a outra equipe defende tentando evitar que isso aconteça.

- Cronômetro: Neste modo, uma equipe começa atacando no mesmo esquema do modo Objetivo e depois os papéis são invertidos. Quem conseguir fazer os objetivos em menos tempo ganha.

- Execução: Este modo é bem parecido com o clássico modo "Plant the Bomb" de outros FPSs, um time tem que ativar a bomba e o outro tem que evitar que isso aconteça. Você só tem uma vida por round e quem ganhar mais rounds, vence a partida.


Não há ainda uma grande variedade de mapas, apenas 6 para os modos Objetivo e Cronômetro e mais 3 para o modo Execução, o que pode se tornar um pouco repetitivo após um tempo.

A parte gráfica do jogo é bem limpa e bonita, nada muito excepcional, mas que agrada bastante.
Apesar dos esforços da equipe de desenvolvimento nesse último update para melhorar a otimização do jogo, ainda há momentos que o framerate cai inexplicavelmente, o que não acontecia antes do update.

A jogabilidade é bem rápida e os comando respondem bem, mas exige um certo treinamento para conseguir acompanhar o ritmo dos jogadores mais experientes.
No início você pode ficar até zonzo com toda a movimentação e as explosões que acontecem ao mesmo tempo, mas quando se pega o jeito, as partidas se tornam eletrizantes!

A parte sonora do jogo não traz nada de novo, mas também não compromete, ajudando a dar o ritmo frenético do jogo.

A ausência de um servidor no Brasil ou pelo menos mais próximo, atrapalha um pouco quem joga por aqui, pois o ping alto certamente dá vantagem para o quem está mais próximo dos servidores, mas não é nada que te impeça de jogar.

Concluindo, Dirty Bomb é uma alternativa muito boa, para quem quer se divertir sem gastar nada e que também não fica devendo muito para nenhum jogo pago que temos por aí.
Se você gosta de FPS com partidas frenéticas, esse é o seu jogo! :D


No link abaixo, confira o vídeo da minha análise e gameplay do jogo:
https://youtu.be/Rio0K8QQ9uo

-----------------------------------------------------------------

ENGLISH VERSION (Sorry about my bad English):

Dirty Bomb is a Free-To-Play FPS that until the moment I did this review, has not yet become Pay-To-Win (You never know about the future, right?).

The game's distributor is Nexon, which is responsible for Warface out there and the new Ghost in the Shell FPS too.
Warface in Brazil is pure pay-to-win today, but in the beginning it was a great game, that's the reason of my distrust.

The game has been in BETA open since June 2015 and we have not yet predicted the final version.

There is not a very elaborate story, just enough to get you into the game ready to shoot.

Talking about the game, it is a fast paced FPS and it's differential are the mercenaries and their specific abilities.
Each mercenary has 2 or 3 unique abilities and you must use them to help your team.

During the matches, it's possible to switch between a squadron with 3 mercenaries previously selected.
The focus is on teamwork, you will hardly be able to face many enemies alone, so it's important to select your squad well and the mercenary you are going to use.

Weapons are defined by the game's card system, meaning that each mercenary can only use some types of weapons according to the cards you earn or buy for them.
These cards can also give up to 3 upgrades for your mercenary, such as higher reload speed, increased skill time, etc.
There are some types of card rarities: Standard, Lead, Iron, Bronze, Silver, Gold and Cobalt, plus special event cards.

The higher the rarity of the card, the higher the chance of a better combination of improvements, but from the Bronze cards, you are already well equipped.


Currently we have 3 game modes:

- Objective: This is the main mode of the game where a team attacks by doing the main and secondary objectives of the game, like repairing an EV or activating bombs and ramps, while the other team defends trying to prevent this from happening.

- Stopwatch: In this mode, a team starts attacking in the same scheme as Objective mode and then the roles are reversed. Whoever achieves objetives in less time wins.

- Execution: This mode is very similar to the classic "Plant the Bomb" mode from other FPSs, one team has to activate the bomb and the other has to prevent this from happening. You only have one life per round and whoever wins more rounds wins the match.


There is not a wide variety of maps yet, only 6 for the Objetive and Stopwatch modes and 3 for the Execution mode, which can become a bit repetitive after a while.

The graphic part of the game is very clean and beautiful, nothing very exceptional, but rather pleasing.
Despite the efforts of the development team in this last update to improve the optimization of the game, there are still moments that the framerate inexplicably drops, which did not happen before the update.

The gameplay is very fast and the commands respond well, but it requires training to keep pace with the more experienced players.
In the beginning you can be even dizzy with all the movement and explosions that happen at the same time, but when you get the hang of it, matches become electrifying!

The sound part of the game does not bring anything new, but also does not compromise, helping to give the frenetic pace of the game.

The absence of a server in Brazil, or at least a little closer, hassle a little bit who plays around here, because high ping certainly gives the advantage to those who are closest to the servers, but nothing to stop you from playing.

In conclusion, Dirty Bomb is a very good alternative, for those who want to have fun without spending anything and also do not owe much for any paid games that we have out there.
If you like FPS with frantic matches, this is your game! :D
Posted November 30, 2016. Last edited January 24, 2017.
Was this review helpful? Yes No Funny Award
41 people found this review helpful
2 people found this review funny
92.6 hrs on record (91.0 hrs at review time)
Ghost in the Shell é um FPS Free-To-Play que até o momento que fiz esse review, ainda não virou Pay-To-Win (Nunca se sabe do futuro né? rs).

A distribuidora do jogo é a Nexon, que é a mesma responsável por Warface lá fora e por Dirty Bomb também.
Warface aqui no Brasil é puro pay-to-win hoje em dia, mas no início era um ótimo jogo, por isso o pé atrás nesse quesito.

O jogo é baseado no mundo do anime Ghost In The Shell: Stand Alone Complex de 2002, que é uma continuação direta do movie Ghost In The Shell, lançado em 1995.
E em 2004, foi lançada a segunda temporada do anime: Ghost In The Shell: Stand Alone Complex 2nd GIG.
Particularmente, eu gostei muito do anime e recomendo que todos assistam, a história se passa no futuro, onde melhorias cibernéticas são comuns e você acompanha o combate ao cyber-terrorismo que é feito pela organização Section 9.

O jogo se baseia principalmente nas cenas de combate do anime, que são excelentes.

O visual do jogo remete ao clima futurista do anime e é bem limpo e bonito, mas ao mesmo tempo permite que máquinas mais modestas rodem o jogo sem grandes problemas.

A trilha e os efeitos sonoros são muito bons, principalmente durante as batalhas. O som de uma cabeça cibernética sendo explodida é sempre música para meus ouvidos! :P

A jogabilidade é bem rápida e responde bem aos comandos, mas de início pode ser bem desafiador ficar vivo, principalmente no modo Team Deathmatch que é onde a bala come solta.

O grande diferencial do jogo são as skills de cada operador, cada um possui uma habilidade específica que pode ser acionada no nível 1 com duração menor um ou nível 2 com duração maior e possibilidade de compartilhamento com o restante da equipe, dependendo do operador.
As skills são diversas, como a possibilidade de se tornar quase invisível, recuperar energia automaticamente, correr muito rápido, lançar mísseis pelo braço e muitas outras possibilidades.

As opções de armas e customizações são inúmeras, desde skins para armas e operadores, opções de acessórios para as armas, como miras e silenciadores, até chipsets que garantem melhorias para seu operador, como maior velocidade de recarga ou maior duração da sua skill.
É importante escolher bem a arma que você irá comprar, pois elas são caras, assim como suas modificações, e ganhar dinheiro suficiente no jogo pode levar um bom tempo.
A dica é sempre fazer as missões diárias e de evento para uma grana extra.

Dinheiro de verdade pode ser gasto apenas na compra de skins para armas e operadores e também na compra de boosts de GP e novos operadores, por isso não influencia em nada no resultado das partidas, o que é muito bom.

Atualmente existem 4 modos de jogo:

- Team Deathmatch: Mata-mata em equipes clássico, onde quem atingir um determinado número de pontos vence;

- Terminal Conquest: O objetivo é capturar os pontos do mapa ficando dentro deles até o tempo limite, quem capturar mais pontos vence;

- Demolition: Clássico "Plant the Bomb", com uma vida por round. Um time defende e o outro planta a bomba, quem vencer mais rounds, ganha a partida;

- Ghost Assault: Modo bem interessante e atualmente em alpha (e com pouca gente jogando infelizmente), onde uma equipe está totalmente invisível e praticamente sem armas e a outra deve procurar os invisíveis através de indicações na tela. Há um limite de tempo por round, se alguém do time invisível ficar vivo vence, caso contrário, vence quem está procurando.


O jogo ainda está em Beta, por isso ainda muito conteúdo vem sendo adicionado e melhorias precisam ser implementadas, como por exemplo o netcode do jogo que ainda não está 100%, causando lags e travadas em alguns momentos e a lista de amigos que nem sempre funciona.

Ghost in The Shell é um jogo muito divertido e desafiador. E ainda é de graça! :D
Aproveite!


No link abaixo, confira o vídeo da minha análise e gameplay do jogo: https://youtu.be/d012S8RnZZQ

-----------------------------------------------------------------

ENGLISH VERSION (Sorry about my bad English):

Ghost in the Shell is a Free-To-Play FPS that by the time I made this review, has not turned Pay-To-Win (We never know about the future, right? Lol).

The game's distributor is Nexon, which is the same responsible for Warface out there and Dirty Bomb too.
Warface in Brazil is pure pay-to-win today, but in the beginning it was a great game, that's the reason of my distrust.

The game is based on the world of the anime Ghost In The Shell: Stand Alone Complex from 2002, that is a direct continuation of the movie Ghost In The Shell, released in 1995.
And in 2004, was launched the second season of the anime: Ghost In The Shell: Stand Alone Complex 2nd GIG.
In particular, I enjoyed the anime and recommend that everyone watch, the story is set in the future where cybernetic enhancements are common and you follow the fight against cyber-terrorism wich is made by Section 9 organization.

The game is based mainly in the anime fight scenes, which are excellent.

The visuals of the game refers to the anime's futuristic climate and is very clean and beautiful, but at the same time allows more modest machines to run the game without major problems.

The soundtrack and sound effects are very good, especially during battles. The sound of a cybernetic head being blown up is always music to my ears! :P

The gameplay is quite fast and responds well to the commands, but at first can be quite challenging to stay alive, especially in Team Deathmatch mode, where the bullet come loose.

The great differential of the game are the skills of each operator, each one has a specific skill that can be triggered in level one with a shorter duration or in level two with longer duration and the possibility of sharing it with the rest of the team, depending on the operator.
There are several skills, as the possibility of becoming almost invisible, recover energy automatically, run very fast, launch missiles from the arm and many other possibilities.

Weapons and customization options are almost endless, from skins for weapons and operators, accessory options for weapons, like scopes and silencers, to chipsets that ensure improvements to your operator, as higher speed reloading or longer duration of your skill.
It is important to choose the weapon you will buy carefully, because they are expensive, as their modifications, and to earn enough money in the game can take a long time.
The tip is always to make the daily and event missions for extra money.

Real money can be spent only on buying skins for weapons and operators and also to purchase GP boosts and new operators, so it doesn't influence at all on the matches results, which is very good.

Currently there are 4 game modes:

- Team Deathmatch: Classic team mode, where those who reach a certain number of points wins;

- Conquest Terminal: The goal is to capture map points staying in them until the time limit, who capture the most points wins;

- Demolition: Classic "Plant the Bomb", with one life per round. One team defends and the other plant the bomb, who wins most rounds, wins the match;

- Ghost Assault: Very interesting mode and currently in alpha (and just a few people playing unfortunately), one team is totally invisible and with almost no weapons and the other should look for the invisible through screen indicators. There is a time limit per round, if one of the invisible team stay alive wins, otherwise, wins who is looking for.


The game is still in Beta, so still a lot of content has been added and improvements need to be implemented, such as the game netcode that is not yet 100%, causing lags and freezing at times and the friend's list who do not always works.

Ghost in the Shell is a very fun and challenging game. And it's free! :D
Enjoy it!
Posted October 26, 2016. Last edited January 24, 2017.
Was this review helpful? Yes No Funny Award
27 people found this review helpful
4 people found this review funny
19.3 hrs on record
Este é um jogo bem antigo já, mas eu só tive coragem de jogá-lo no final do ano passado e só terminei ele no início desse ano.... Será que eu sou cagão? hahah

Na história do jogo, você assume o papel de Isaac Clarke, um engenheiro espacial que junto com mais duas pessoas, vai até a espaçonave Aegis VII para investigar o que aconteceu com sua tripulação, pois o contato com a nave foi perdido e aparentemente todos estariam mortos.
A história é bem legal, tem algumas reviravoltas um pouco previsíveis, mas ainda assim interessantes.

Apesar de ser um jogo de 2008, o visual ainda não está muito datado e consegue passar bem o clima sombrio e claustrofóbico do jogo, principalmente nas áreas externas da nave, onde o som é alterado e o nível de oxigênio se torna uma preocupação a mais.

Sustos são frequentes, pois os monstros aparecem de toda parte, você nunca sabe de onde irão vir.

A trilha sonora, sempre muito tensa, contribui ainda mais para o clima do jogo e te mantém ligado.

A jogabilidade é muito travada no início, o que foi proposital para ajudar no sentimento que você corre perigo constante na nave, mas ainda assim atrapalha muito em diversos momentos em que você precisa realizar uma fuga ou combater vários inimigos ao mesmo tempo.

O sistema de evolução é interessante, com diversas opções de customização na sua armadura e armas, mas os recursos são bem escassos e você deve gastá-los com sabedoria, assim como a munição ou ficará preso em alguma parte do jogo, pois os inimigos vão ficando cada vez mais fortes.
As melhorias da armadura, melhoram um pouco a jogabilidade, pois você fica um pouco mais ágil a cada novo upgrade.

Concluindo, Dead Space é um jogo muito bom, principalmente para quem gosta de jogos de terror.
Apesar de ser um jogo já antigo, vale a pena jogá-lo! Se tiver coragem é claro! :P

-----------------------------------------------------------------

ENGLISH VERSION (Sorry about my bad English):

This is a old game, but I only had the courage play it at the end of last year and only finished it earlier this year .... Am I a chickenshit? hahah

In the game's history, you assume the role of Isaac Clarke, a space engineer who along with two other people, goes to Aegis VII spacecraft to investigate what happened to your crew, because the contact with the ship was lost and apparently everyone would be dead.
The story is pretty cool, has some twists a bit predictable, but still interesting.

Despite being a 2008's game, the visuals aren't very dated and can pass the dark and claustrophobic climate of the game, especially in the outer areas of the ship, where the sound is changed and the oxygen level becomes a new concern.

Jump scares are frequent, because monsters appear from everywhere, you never know where they will come.

The soundtrack, always very tense, adds to the climate of the game and keeps you alert.

The gameplay is very stuck in the begining, which was deliberate to help in the feeling that you are in constant danger on the ship, but is very disruptive many times when you need to perform an escape or fight multiple enemies at once.

The evolution system is interesting, with many customization options for your armor and weapons, but resources are scarce and you should spend it wisely, as well as ammunition or you will be stuck somewhere in the game, because the enemies will getting stronger.
The armor enhancements, improve the gameplay a little bit, because you get a little faster with each new upgrade.

In conclusion, Dead Space is a very good game, especially for those who like horror games.
Despite being an old game, worth playing it! If you dare of course! :P
Posted September 2, 2016. Last edited January 24, 2017.
Was this review helpful? Yes No Funny Award
12 people found this review helpful
1 person found this review funny
16.3 hrs on record
Hammerwatch lembra muito um clássico que eu joguei bastante há muito tempo atrás: Gauntlet
Não a versão atual, mas a versão das antigas, onde você tinha hordas de inimigos para enfrentar e eles não paravam de aparecer até você encontrar e destruir seus "ninhos".

Mas Hammerwatch adiciona muito mais elementos à formula clássica do Gauntlet clássico, como por exemplo um sistema de evolução de personagem e maior diversidade de inimigos e chefes.

A jogabilidade é rápida e segue o esquema clássico: ande rápido, desvie dos tiros inimigos e mates tudo que se movimenta.
Porém, não pense que isso será fácil, pois o número de vidas é limitado e o sistema de saves é através de checkpoints espalhados pelos levels.
Desta forma, se você salvar em um local cheio de inimigos e com poucas vidas, pode ser que você fique preso ali e dificilmente conseguirá sair.

Conforme avança no jogo e coleta moedas, você pode evoluir as habilidades do seu personagem através de um dos vendedores que ficam em partes específicas de cada level, também é possível comprar poções e outros itens dependendo do tipo do vendedor.

O visual pixelado do jogo é simples, mas bem feito e único e a trilha sonora dá um tom emocionante na aventura.

Jogar sozinho é legal, mas no co-op é que está a verdadeira diversão do jogo, pois a dificuldade se eleva e cada jogador deve fazer sua parte utilizando os pontos fortes da classe escolhida.

A história é quase inexistente (Eu mesmo não me lembro de muita coisa... rs), mas o que interessa mesmo é sair matando os monstros e avançar para aperfeiçoar seu personagem.

Um jogo realmente divertido, vale a pena, principalmente com os amigos.

-----------------------------------------------------------------

ENGLISH VERSION (Sorry about my bad English):

Hammerwatch remembers me a classic I've played quite a long time ago: Gauntlet
Not the current version, but the old version, where you had hordes of enemies to face and they didn't stop to appear until you find and destroy their "nests".

But Hammerwatch adds more elements to the classic formula of the classic Gauntlet, for example a character development system and greater diversity of enemies and bosses.

The gameplay is fast and follows the classical scheme: walk fast, avoid the enemy fire and kill everything that moves.
But do not think that this will be easy, because the number of lives is limited and the save system is through checkpoints scattered through the levels.
Thus, if you save in a place full of enemies and with few lives, you may get stuck there and hardly you will be able to leave.

As you progress in the game and collect coins, you can evolve skills of your character through one of the vendors that are in specific parts of each level, you can also buy potions and other items depending on the seller's type.

The pixelated looks of the game is simple, but well done and unique and the soundtrack gives an exciting tone in the adventure.

Play alone is cool, but the co-op is that it's the real fun of the game, because the difficulty rises and each player must do their part by using the strengths of the chosen class.

The story is almost non-existent (I don't even remember much... lol), but what really matters is killing monsters and move forward to improve your character.

A really fun game, totally worth, especially with friends.
Posted June 6, 2016. Last edited January 24, 2017.
Was this review helpful? Yes No Funny Award
11 people found this review helpful
2 people found this review funny
12.5 hrs on record (11.0 hrs at review time)
Este é um jogo simples, desafiador e viciante!

A história é quase inexistente, você é um soldado que batalha para salvar sua namorada e o país do vilão que a sequestrou, mandando bala em todo mundo!
Tudo muito exagerado como nos filmes de ação de antigamente, claro!

O visual é de um bom jogo mobile (que é de onde o jogo surgiu), nada muito surpreendente, mas muito bonito e bem feito.

A jogabilidade é muito boa, os controles respondem bem e as opções de power-up são boas e engraçadas, como o que te transforma no Robocop temporariamente.

A diversão do jogo está nas roupas e armas que você vai liberando, como por exemplo a roupa do Michael Jackson, do clipe Thriller, que te transforma em zumbi após levar algum dano.
Como não podia faltar, também temos as roupas do Rambo, Chuck Norris e outras igualmente engraçadas.
Temos também uma arma lançadora de frangos explosivos! (???)

O jogo no geral é fácil, porém o desafio está em conseguir todas as estrelas e conquistas, que é bem difícil em alguns níveis.
E algumas conquistas tornam o jogo muito repetitivo, pois é necessário repetir alguns níveis diversas vezes para desbloquear algumas delas.

De qualquer forma, me diverti bastante jogando este jogo e algumas vezes nem via a hora passar, o que é o sinal de que o jogo é realmente bom!

-----------------------------------------------------------------

ENGLISH VERSION (Sorry about my bad English):

This is a simple, challenging and addictive game!

The story is almost non-existent, you are a soldier fighting to save his girlfriend and the country of the villain who kidnapped her, shooting everybody!
All very exaggerated as in action movies of the past, of course!

The visual is good as a good mobile game (which is where the game originated), nothing very surprising, but very beautiful and well done.

The gameplay is very good, controls respond well and the power-up options are good and funny, like the one who turns you on Robocop temporarily.

The fun of the game is in the clothes and weapons that you unlock, such as the clothing of Michael Jackson's Thriller video, which turns you into a zombie after taking some damage.
As to be expected, we also have the clothes of Rambo, Chuck Norris and others equally funny.
We also have a gun slinger of explosives chickens! (???)

Overall the game is easy, but the challenge is to get all the stars and achievements, it is very difficult on some levels.
And some achievements make the game very repetitive, it is necessary to repeat some levels several times to unlock some of them.

Anyway, I enjoyed playing this game and sometimes not even see the time pass, which is the sign that the game is really good!
Posted June 2, 2016. Last edited January 24, 2017.
Was this review helpful? Yes No Funny Award
16 people found this review helpful
72.4 hrs on record (52.0 hrs at review time)
Este jogo é F.O.D.A!

Se você gosta de zumbis, gostou de Dead Island e curte uma boa história, esse é o seu jogo!

Sei que já tem muito review de Dying Light por aí, mas eu precisava fazer o meu, pois sou fã de jogos do tipo (Incluindo Dead Island, claro).

A história é sobre um vírus que se espalhou por uma ilha e por isso a ilha foi isolada do resto do mundo com os sobreviventes que ainda estavam por lá.
Mas nesta ilha, os zumbis não são seus únicos inimigos, existem pessoas lutando pelo controle da ilha e dos suprimentos enviados pelo governo.
Você é um agente da GRE que é enviado para investigar o que está acontecendo na ilha, mas isso é só o começo...

Visualmente o jogo é impecável, o visual é muito bonito e muitas vezes eu me perdi tirando prints das paisagens vistas do alto de um prédio ou no topo da coluna de uma ponte. As animações dos zumbis sendo desmembrados impressionam e a noite o jogo não perde qualidade, os efeitos de luz são excelentes.

A trilha sonora lembra bastante os filmes de suspense e ação dos anos 80 e 90 e dão um tom empolgante na trama.
A dublagem em português está muito boa, apesar de algumas vozes que não batem com a aparência de quem está falando e algumas entonações fora de contexto.

O sistema de evolução e de criação de armas é inspirado no sistema de Dead Island, mas melhor trabalhado e com maior variedade de armas.
O ponto alto do jogo está no gameplay, a movimentação utilizando parkour é excelente e muitas vezes você sente o frio na barriga enquanto está pulando de um lugar alto.
Conforme você vai evoluindo o seu personagem, a movimentação fica mais fluida e ainda mais divertida.
E nunca foi tão legal desmembrar zumbis.

Mas quando a noite chega, as coisas mudam totalmente e de caçador de zumbis, você passa a ser a caça (por um bom tempo pelo menos), pois com a noite, novos tipos de zumbis aparecem e eles são muito mais rápidos e fortes. Qualquer deslize e é morte certa!

O modo co-op é muito bom, com raras quedas de conexão. Mas um ponto fraco desse modo é que visualmente todos os jogadores são o mesmo personagem, o que é meio tosco... E a sequência final do jogo só pode ser concluída no modo de um jogador.
Mas tirando esses detalhes, jogar com amigos é ainda mais divertido.

Ainda temos o modo "Seja o Zumbi", onde você pode invadir partidas online como um zumbi e caçar os jogadores a noite. Não joguei muito como zumbi, mas ter seu jogo invadido te deixa bem confuso no início, pois você não tem muito tempo para aprender o que fazer.
Mas depois de algumas invasões, é bem legal criar táticas para matar o invasor e ganhar a partida.

Sinceramente, quase não encontrei pontos fracos nesse jogo, e com a expansão recente The Following, parece estar ainda melhor (Não joguei ainda :/).

Com certeza está entre os melhores jogos que eu joguei. :D

-----------------------------------------------------------------

ENGLISH VERSION (Sorry about my bad English):

This game is AWESOME!

If you like zombies, liked Dead Island and enjoy a good story, this is your game!

I know that we already have a lot of Dying Light's reviews out there, but I needed to do my own, because I'm a fan of this type of games (Including Dead Island, of course).

The story is about a virus that spread into an island and so the island was isolated from the rest of the world with survivors who were still there.
But in this island, zombies aren't your only enemies, there are people fighting for control of the island and of the supplies sent by the government.
You are a GRE agent who is sent to investigate what is happening on the island, but that's just the beginning...

Visually the game is impeccable, the visual is very beautiful and I often got lost taking prints of landscapes views from the top of a building or the top of the column of a bridge. The animations of the zombies being dismembered are impressive and at night the game don't lose quality, light effects are excellent.

The soundtrack is strongly reminiscent of the thrillers and action movies from 80's and 90's and give a rousing tone in the plot.
The Portuguese dubbing is very good, despite some voices that do not match the appearance of who is speaking and some intonations out of context.

The evolution system and the weapons creation is inspired by the Dead Island system, but worked better and we have a better variety of weapons.
The highlight of this game is the gameplay, the movement using parkour is excellent and you often feel the butterflies in my stomach while jumping from a high place.
As you evolve your character, the movement is more fluid and even more fun.
And it was never so cool dismember zombies.

But when the night comes, things change completely and from zombie hunter, you become the hunting (for a while at least), because with night, new types of zombies appears and they are faster and stronger. Any slip and is certain death!

The co-op mode is very good, with very few connection problems. But a weak point in this mode is that visually all players are the same character, which is kind of dumb... And the final sequence of the game can be only completed in single player mode.
But apart from these details, playing with friends is even more fun.

We still have the "Be the Zombie" mode, where you can break into online matches as a zombie and hunt the players at night. I didn't played much like zombie, but have your game invaded is confusing at first, because you don't have much time to learn what to do.
But after a few invasions, it's pretty cool create tactics to kill the invader and win the match.

Honestly, I hardly found weaknesses in this game, and with the recent expansion The Following, seems to be even better (Not played yet :/).

It is certainly among the best games I've played. :D
Posted April 21, 2016. Last edited January 24, 2017.
Was this review helpful? Yes No Funny Award
77 people found this review helpful
3 people found this review funny
27.8 hrs on record (27.4 hrs at review time)
Risk of Rain é um jogo de ação e plataforma com gráficos em 2D retrô e com estilo rogue like, ou seja, você só tem uma vida para terminar o jogo.

Os personagens e inimigos em geral são bem pequenos, mas isso dá uma sensação que o mundo a sua volta é ainda maior do que parece e todo o visual dos levels é bem interessante.

Cada mapa do jogo é gerado randomicamente, portanto cada nova partida é totalmente diferente da anterior.
O objetivo de cada level é encontrar o portal de saída, ativá-lo e matar todos os inimigos que ainda existirem no level após ativá-la, mas quanto mais tempo você demorar para fazer isso, mais difícil ficará o jogo e acredite, se você estiver despreparado, vai ser MUITO DIFÍCIL ficar vivo!
Quanto maior a dificuldade e tempo gasto no level antes de ativar o portal, inimigos mais fortes aparecem e também mais chefes, que geralmente são muito poderosos e te matam em segundos!

Você inicia com apenas um personagem disponível e libera os demais completando tarefas dentro do jogo.
Cada personagem possui 4 habilidades especificas, o que altera muito a forma de jogar com cada um.

Em cada partida você evolui seu personagem juntando dinheiro e comprando itens espalhados pelo level, cada item adquirido fica com você durante aquela partida e te dá um ganho passivo ou ativo (Ex: Mais dinheiro, mais força, misseis teleguiados, etc.).
A parte legal é que não há limite de itens que você pode carregar e você pode voltar nos levels anteriores para poder comprar mais itens e ficar cada vez mais forte! Teve momentos que eu fiquei praticamente imortal! Os itens que peguei nem cabiam mais na tela!

O jogo é muito divertido, principalmente no modo co-op, pois a cooperação fica evidenciada de acordo com os itens e habilidades de cada um, você joga por horas sem ver o tempo passar.

Confesso que pelas imagens do Steam e pela minha primeira impressão do jogo, não achei que seria um jogo muito bom, mas me enganei completamente!

Mas, apesar de ser um excelente jogo, ele também possui seus pontos negativos (que não sei se já foram corrigidos, pois já faz um tempo que o joguei pela última vez), por exemplo:
A conexão no modo co-op é instável e só pode ser feita diretamente por IP e o o jogo possuia erros que desconectavam um dos jogadores da partida com uma certa frequência e não permitia a reconexão desse jogador na partida.
E quando um dos jogadores morria, era possível voltar, porém a barra de HP não era mais exibida.

Resumindo, apesar de simples, Risk of rain é um ótimo jogo e se torna viciante após alguns minutos de partida, principalmente com os amigos.
Vale muito a pena a compra!

Obs: Eu estava para fazer um review desse jogo há tempos, mas acabei esquecendo e resolvi fazer agora porque esse jogo merece! :D

-----------------------------------------------------------------

ENGLISH VERSION (Sorry about my bad English):

Risk of Rain is an action and platform game with retro graphics in 2D and rogue-like style, meaning you only have one life to finish the game.

Caracters and enemies in general are very small, but it pass a feeling that the world around you is even greater than it looks and the whole levels looks is very interesting.

Every game map is randomly generated, so each new game is totally different from the previous.
The goal of each level is to find the exit portal, activate it and kill all the enemies that still exists on the level after activate it, but the longer you take to do this, the harder the game will be and believe me, if you are unprepared, it will be VERY DIFFICULT stay alive!
The higher the difficulty and time spent on the level before activate the portal, stronger enemies appears and also more bosses, who are usually very powerful and kill you in seconds!

You start with only one available character and get the others completing tasks within the game.
Each character has four specific skills, which greatly changes the way you play with each.

In each game you evolve your character getting money and buying items scattered across the level, each purchased item stays with you during that game and gives you a passive or active gain (Ex: More money, more power, homing missiles, etc.).
The cool part is that there is no limit of items you can carry and you can return the previous levels to buy more items and keep getting stronger! There were moments that I was practically immortal! Items that i took no more fit on the screen!

The game is very fun, especially in co-op mode, since cooperation is evidenced in accordance with the items and skills of each player, you play for hours without seeing the time pass.

I confess that with the images of Steam and my first impression of the game, I didn't think it would be a very good game, but I was wrong completely!

But, despite being a great game, it also has its drawbacks (I don't know if they have been fixed, because it's been a while since I played for the last time), for example:
The connection in co-op mode is unstable and can only be done directly by IP and the the game has errors that disconnect one of the players at certain intervals and didn't allow the reconnection of this player in the game.
And when one of the players died, it was possible to return, but the HP bar was not displayed anymore.

In short, although simple, Risk of rain is a great game and becomes addictive after a few minutes of playing, especially with friends.
Worth buying for sure!

PS: I was planning to make a review of this game some time ago, but I forgot and decided to do now because this game deserve! :D
Posted November 28, 2015. Last edited January 24, 2017.
Was this review helpful? Yes No Funny Award
16 people found this review helpful
3 people found this review funny
32.3 hrs on record (29.7 hrs at review time)
Jogo pra quem curte um bom e velho Rock n' Roll! Yeahhhh!

Com muito Heavy Metal, a trilha sonora do jogo dispensa comentários. De Ozzy a Motorhead, as músicas empolgam o tempo todo.
A dublagem e caracterização feita pelo Jack Black e o Ozzy estão ótimas!

A história do jogo possui momentos engraçados e muitos clichês propositais, mas que acompanha bem o tom descompromissado do jogo.

Basicamente, o jogo possui dois tipos de combate: Hack n' Slash e um tipo de RTS em terceira pessoa.
A jogabilidade nos combates normais é boa e possui uma boa variedade de movimentos e habilidades interessantes.
Fazer um solo de guitarra para evocar seu carro, aliados ou disparar um dirigível flamejante no meio do campo de batalha é muito legal.
Mas durante as missões de estratégia, os controles são bem confusos. Muitas vezes você tenta mandar seu exercito para um objetivo e eles vão para outro e as ordens individuais nunca funcionam direito e caso você faça um movimento errado no início, não há mais como ganhar.
Isso torna essas missões um pouco frustrantes e dispensáveis. Pra mim, eles deveriam focar mais na parte de hack n' slash do jogo que é muito boa.
Os controles dentro do veículo são péssimos, muitas vezes fiquei travado em algum objeto do cenário ou caí em um penhasco porque o carro virou demais em uma manobra.

Por outro lado, existem muitas opções de personalizações, tanto para o carro, quanto para o herói e suas armas.
Além de MUITOS colecionáveis! Muitos mesmo! Mas são colecionáveis que compensam ser pegos, pois te dão algumas melhorias para o personagem ou Fire Tributes para serem usados na compra de upgrades.

Por ser um jogo já um pouco antigo, os gráficos do jogo já estão um pouco datados, mas ainda são muito bonitos e possui paisagens exóticas e marcantes para os metaleiros.

No geral, é um jogo muito bom e divertido.

Recomendado para todos que curtem jogos do gênero e uma boa música! :P

OBS: Como terminei o jogo só recentemente, resolvi refazer a minha análise anterior que era bem resumida e antiga, pois foi uma das minhas primeiras. :D

-----------------------------------------------------------------

ENGLISH VERSION (Sorry about my bad English):

Game for those who enjoy a good and old Rock n 'Roll! Yeahhhh!

With lots of heavy metal, the game soundtrack needs no comments. From Ozzy to Motorhead, the songs excite all the time.
The voice acting and characterization made by Jack Black and Ozzy are great!

The game's story has many funny moments and intentional clichés, but that goes well with the uncompromising tone of the game.

Basically, the game has two types of combat: Hack n 'Slash and a type of RTS in the third person.
The gameplay in normal fighting is good and has a good range of movement and interesting skills.
Do a guitar solo to evoke your car, allies or shoot a flaming airship in the middle of the battlefield is pretty cool.
But during the strategy missions, the controls are too confuse. Often you try to send his army to a goal and they go to another and the individual orders never work right and if you make a wrong move at the beginning, there is no more way to win.
This makes these missions a bit frustrating and expendable. For me, they should focus on the hack n 'slash part of the game that is very good.
The controls inside the vehicle are poor, often was caught at some object of the scene or fell into a cliff because the car turned too much in a maneuver.

On the other hand, there are many options for customization, both for the car and for the hero and his weapons.
Besides LOTS of collectibles! LOTS! But are collectibles that worth to get, because they give you some improvements to the character or Fire Tributes to be used to buy upgrades.

Being a game already a bit old, the graphics of the game are already a bit dated, but still very beautiful and has exotic and striking landscapes for metalheads.

Overall, it's a very good and fun game.

Recommended for everyone who enjoys games of the genre and a good music! :P

Note: As I finished the game just recently, I decided to redo my previous analysis that was too summarized and old, because it was one of my first. :D
Posted May 18, 2015. Last edited January 24, 2017.
Was this review helpful? Yes No Funny Award
< 1  2  3  4 >
Showing 1-10 of 37 entries