Tão distante
Luís Hansen   Sao Paulo, Sao Paulo, Brazil
 
 
Nothing is True. Everything is permited.
Currently Offline
Last Online 7 days ago
< >
Comments
Sapo Anônimo Jan 2, 2017 @ 5:12pm 
Oi, vi que vc apagou as fotos do seu ex, queria saber se ta tudo bem.
Epic Eric Jan 2, 2017 @ 4:12pm 
Os funcionários da justiça foram despojados dessa fingida independência que não servira senão para dissimular a sua vil submissão a todos os governos sucessivos, aos quais, um após outro, haviam prestado juramento de fidelidade, para em seguida os violar. Assim como o resto dos funcionários públicos, os magistrados e os juizes deviam ser eleitos, responsáveis e revogáveis."

"Após uma luta heróica de cinco dias, os operários foram esmagados. Fez-se então, entre os prisioneiros sem defesa, um massacre como se não tinha visto desde os dias das guerras civis que prepararam a queda da República romana. Pela primeira vez, a burguesia mostrava a que louca crueldade vingativa podia chegar quando o proletariado ousa afrontá-la, como classe à parte, com os seus próprios interesses e as suas próprias reivindicações. E, no entanto, 1848 não passou de um jogo de crianças, comparado com a raiva da burguesia em 1871."
Sapo Anônimo Jul 22, 2015 @ 1:17pm 
O peixe não enxerga a água justamente por viver toda a sua vida rodeado por ela, e só percebe sua falta quando está se debatendo no convés do barco.

Nós também só percebemos a extensão de nossos privilégios – que sempre estiveram a nossa volta, por todos os lados, nunca questionados, nunca problematizados – quando somos confrontadas com sua ausência.

Mas não é preciso esperar que desigualdade do Brasil nos exploda na cara: podemos mudar a direção da nossa mirada hoje.

Podemos desnaturalizar tudo aquilo que nos parecia mais natural.
Susko Jul 22, 2015 @ 1:16pm 
Pii negant res forte accidere. Invocant deorum providentiam. Si sint di, simne liber ? Dei impediunt libertatem et homines sunt umbrae in manibus suis. Fors aequus iustusque dominus. Non favet aliis detrimento aliorum. Qui habent bonas aleas dicunt Fortunam prospere evenire. Alii plangent in spem rotam vertere. Si cui adiuvare casum liceat, forsne sit ? Fors nemini auxilium fert. Si dei sunt, inquiunt alii, providebunt felicis vitae conditiones. Non providebunt me tale officium facere. Sin, non sum liber. Omnia ergo forte eveniunt. Sed si sum liber, non omnia forte eveniunt. Quod evenit fructus est voluntatis meae. Fors creare possit aliquid quod fortunam fugiat ? Quoniam homines statuunt , fors non est. Quanto magis vita variat, tanto minus fors valet. Fors forte ablatus erit nisi homines forte aut ipsorum voluntate delebuntur. "Numquam alea casum abolebit" dixerat poeta Mallarmatus. Fortasse oportet Fortunam, deos et homines convivere.